Enem – Portal NE10

publicidade
21/nov
redação

“Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil” é o tema da redação do Enem 2021

Publicado por Tatiana Notaro em ENEM às 13:50

Com informações do Inep e da Agência Brasil

Candidatos que estão fazendo o primeiro dia das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo (21), terão que escrever uma redação sobre “Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”.

O tema foi anunciado no Twitter do Ministro da Educação, Milton Ribeiro, antes de ser divulgado no site e nas redes sociais do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelas provas do Enem.

O texto da redação deve ter entre 7 e 30 linhas, e ser do tipo dissertativo-argumentativo a partir de situação-problema. Às 19h30, na transmissão da TVJC no YouTube, o professor Eduardo Pereira, do Colégio GGE, analisa o tema. Acompanhe!

Nota

As redações do Enem são avaliadas de acordo com cinco competências. A nota pode chegar a 1000 pontos, mas há critérios que conferem nota zero, como fuga ao tema, extensão total de até sete linhas, trecho deliberadamente desconectado do tema proposto, não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa e desrespeito à seriedade do exame.

Correção

O processo de correção das redações do Enem é acompanhado em todas as suas etapas e segue, rigorosamente, os parâmetros estabelecidos pelo Inep. Os textos podem passar por até quatro correções para o cálculo da média final. Os profissionais selecionados para a correção atendem a critérios de formação inicial, como graduação em letras e linguística, e continuada, com exigência mínima de mestrado para as funções de supervisores e subcoordenadores. Além disso, é exigida experiência comprovada em coordenação de correção de produção textual em avaliação educacional, exames ou concursos.

Motivos para nota zero

Segundo o edital do Enem, são motivos para zerar a redação:

• fuga total do tema proposto;

• não obediência ao tipo dissertativo-argumentativo;

• extensão de até sete linhas manuscritas, qualquer que seja o conteúdo, ou extensão de até dez linhas escritas no sistema Braille;

• cópia de texto(s) da Prova de Redação e/ou do Caderno de Questões sem que haja pelo menos oito linhas de produção própria do participante;

• impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação, em qualquer parte da folha de redação;

• números ou sinais gráficos sem função clara em qualquer parte do texto ou da folha de redação;

• parte deliberadamente desconectada do tema proposto;

• assinatura, nome, iniciais, apelido, codinome ou rubrica fora do local devidamente designado para a assinatura do participante;

• texto predominante ou integralmente escrito em língua estrangeira;

• folha de redação em branco, mesmo que haja texto escrito na folha de rascunho;

• texto ilegível, que impossibilite sua leitura por dois avaliadores independentes.

Temas anteriores

Enem 2009: O indivíduo frente à ética nacional

Enem 2010: O trabalho na construção da dignidade humana

Enem 2011: Viver em rede no século XXI: os limites entre o público e o privado

Enem 2012: O movimento imigratório para o Brasil no século XXI

Enem 2013: Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil

Enem 2014: Publicidade infantil em questão no Brasil

Enem 2015: A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira

Enem 2016: Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil e Caminhos para combater o racismo no Brasil – Neste ano houve duas aplicações regulares do exame.

Enem 2017: Desafios para formação educacional de surdos no Brasil

Enem 2018: Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet

Enem 2019: Democratização do acesso ao cinema no Brasil

Enem 2020: O Estigma Associado às Doenças Mentais na Sociedade Brasileira (Enem impresso), O desafio de reduzir as desigualdades entre as regiões do Brasil (Enem digital) e A falta de empatia nas relações sociais no Brasil (Enem PPL e reaplicação)