Enem – Portal NE10

publicidade
24/jan
Felipe Ferraz_Cesar school_Hesíodo Góes

Certificação do CESAR para AWS vale ouro em cloud computing

Publicado por Tatiana Notaro em PARTICULARES às 14:18

O CESAR, após processo de um ano, foi reconhecido como Centro de Treinamento oficial para a certificação da Amazon Web Services (AWS) – o único de Pernambuco e um dos dois habilitados no Brasil. A demanda já existia e a previsão é começar oferecer cursos até o mês de abril, no Recife.

O consultor de cloud computing do CESAR Felipe Ferraz explica que a Amazon.com é uma das empresas mais importantes do segmento no mundo e líder no mercado de soluções em computação em nuvem há pelo menos cinco anos.

A CESAR School já trabalhava com AWS, já que é uma Instituição de Ensino Superior na área de tecnologia. Como centro de treinamento, vai preparar profissional para a prova que dá acesso à certificação. “Ter esse certificado AWS no currículo tem um valor enorme no mercado hoje em dia”, diz Ferraz.

“A computação em nuvem é uma ferramenta para a criação de tecnologia. Soluções como a Netflix estão em um servidor que, antigamente, a gente chamava de ‘provedor de servidores’. Agora usamos o conceito de computação em nuvem, uma forma de se oferecer serviços sob demanda”, explica.

“Sob demanda” – leia-se: economia. O que acontece é que a prestação de um serviço sob demanda evita que o consumidor pague por serviços, ou espaço, sem usá-los. “Se eu contrato um servidor com potência de 20, mas só uso 5… Os 15 pelos quais já paguei, acaba que estou jogando dinheiro fora”, continua Ferraz.

Imagem de óculos em primeiro plano, em frente a monitor de computador com códigos de programação aparecendo borrados
Amazon lidera mercado de soluções de computação em nuvem há pelo menos cinco anos. CESAR se valoriza ao se juntar a essa expertise. Foto: Kevin Ku/Pexels

Então, a computação em nuvem se torna um paradigma no uso de serviços de internet para a construção de soluções sob demanda e de forma escalonada. “Se você observar, já lida com muita coisa ‘na nuvem’: aplicativos de smartphones, como WhatsApp, Facebook… todos eles funcionam em uma ‘cloud’”.

A liderança da AWS em seu segmento é chamariz de mercado. “Isso está na veia de tudo que se constrói hoje para a internet e é uma área que tem crescido absurdamente, por servir para quase tudo”, explica Felipe Ferraz, citando um hipotético projeto em machine learning que demande a ‘cloud’ para fazer o processamento de milhares de informações. “Análise de dados, aplicações móveis, IoT. Tudo isso tem uma nuvem como suporte”.