Enem – Portal NE10

publicidade
22/set
escola see pernambuco

Pernambuco pode ter programa que incentiva monitoria de estudantes

Publicado por Tatiana Notaro em NOTÍCIAS às 16:38

O Governo de Pernambuco enviou à Assembleia Legislativa do estado um projeto de lei para criar um programa que visa fortalecer a educação. Chamada de Programa de Monitoria PE, a iniciativa é voltada para estudantes da rede estadual e concede bolsas em duas modalidades. A expectativa é que os programas entrem em atividade a partir de 1º de outubro deste ano, a depender da aprovação dos deputados.

A Monitoria de Aprendizagem quer incentivar que estudantes possam ajudar colegas em dificuldades de aprendizagem em Matemática e Língua Portuguesa, recebendo uma bolsa de R$ 200. Já a Monitoria de Busca quer reduzir a evasão escolar por meio de ações que serão desenvolvidas por um profissional indicado pelas escolas. O Monitor de Busca Ativa deve ter disponibilidade para trabalhar 20 horas semanais, e ganhará uma bolsa mensal de R$ 800.

“Esse programa é muito importante neste momento de retomada das aulas presenciais. É uma forma de estimularmos os estudantes que estão com dificuldades de aprendizagem porque eles serão incentivados pelos amigos e também um incentivo maior para os que já têm boas notas e que passarão a receber a bolsa. Esta é, inclusive, uma forma de despertar a paixão pela docência nestes jovens”, afirmou o secretário de Educação e Esportes de Pernambuco, Marcelo Barros.

Marcelo Barros, secretário de Educação e Esportes de Pernambuco | Foto: SEE/PE

Critérios

Para participar, os candidatos deverão ter média superior a 7; ter disponibilidade de horário para dar suporte aos demais estudantes; participar de reuniões com a equipe pedagógica da escola; fazer planejamentos e estudar. As escolas farão seus processos seletivos para selecionar os estudantes que serão beneficiados.

Deverão ser disponibilizadas 1.008 vagas para Língua Portuguesa e 1.008 para Matemática no 9º ano do Ensino Fundamental; e 2.556 vagas para Língua Portuguesa, e 2.556 vagas para Matemática no 3º ano do Ensino Médio, totalizando 7.128 vagas de Monitoria.

Já para a Monitoria de Busca Ativa, que terá trabalho específico para resgatar os estudantes que apresentam dificuldades em frequentar as aulas, os monitores deverão ser maiores de 18 anos; conhecer e ter vínculo com as comunidades do entorno da escola; ser, preferencialmente, ex-aluno da unidade de ensino; e ser, preferencialmente, estudante de graduação.

“Esse monitor vai trabalhar na identificação de estudantes com tendência de evasão, ou seja, os que faltam às aulas; vai contactar estudantes para motivá-los e solicitá-los a volta à escola; e se o estudante tiver problema de locomoção ou por algum outro motivo não puder ir à escola, esse profissional vai levar as atividades e outros materiais para este aluno”, frisou o secretário Marcelo Barros.